94 municípios do Piauí estão sem médicos

0
111

A cada dia, os municípios do interior do estado do Piauí estão com o número de médicos reduzido. A ausência desses profissionais tem prejudicado a vida de milhares de pessoas, que não têm como se deslocar para outros municípios, que tenham um Polo de Saúde, ou mesmo para a capital.

“Ontem, uma secretária me avisou que o médico do município não iria mais. Hoje já recebi outro comunicado, de outro médico, na região Sul. Então, todo dia é um médico saindo, porque passou na Residência Médica”, comenta a coordenadora do Mais Médicos no Piauí, Idvanir Braga, em matéria      veiculada no Programa 70 Minutos, da Rede Meio Norte.

Segundo ela, até o momento, 94 municípios estão sem médicos. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) está aguardando o provimento, pelo Ministério da Saúde, para 60 vagas, já que 34 vagas serão preenchidas, até o final do mês, por intercambistas.

No Piauí, 203 médicos do Programa Mais Médicos eram de Cuba. Cidades do extremo Sul, como Avelino Lopes e Guaribas, contavam apenas com esses profissionais.

O Programa Mais Médicos, do Governo Federal, começou em 2013, e com a saída dos médicos cubanos e a dificuldade de preenchimento das vagas, muitas cidades ficaram sem cobertura de profissionais médicos.

“Antes da saída dos cubanos, nós já tínhamos municípios com vaga em aberto, que foram profissionais que saíram para Residência Médica, em 2018”, ressalta Idvanir Braga. Atualmente, o Programa Mais Médicos funciona em 132 municípios piauienses, de Cristalândia a Luís Correia, Ao todo, são 354 equipes de Saúde da Família, que necessitam de pelo menos um desses profissionais,

“Os médicos cubanos são repostos por intercambistas individuais, que são os médicos brasileiros, formados no exterior. Nesse momento, esses médicos passam por uma capacitação no Ministério da Saúde e eles assumirão essas 34 vagas, nos dias 27 e 28 deste mês. No dia 29, todos deverão estar nos municípios, já trabalhando”, informa a coordenadora do Programa Mais Médicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here