Assassino fez selfie com arma antes do massacre em escola de Suzano

0
548

Selfies de Guilherme Taucci Monteiro, um dos assassinos do massacre na escola Raul Brasil, foram postadas próximo ao horário do ataque em perfil atribuído a ele no Facebook. A chacina aconteceu na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano, na grande São Paulo. O outro assassino foi identificado como Luiz Henrique de Castro.

Numa das imagens, ele mostra um revólver semelhante ao usado para matar os estudantes. Nas fotos ainda é possível ver o adolescente usando as mesmas roupas em que foi encontrado morto dentro na escola.

Além do revólver calibre 38 utilizada para abrir fogo contra os alunos os dois atiradores que invadiram o colégio também portavam um conjunto de arco e flechas e explosivos, encontrados pela Polícia Militar após o ataque. Havia também um recarregador automático para a arma.

Entenda o caso

Os atiradores chegaram em um carro por volta das 9h30 desta quarta-feira (13) na escola. Eles invadiram a escola e atiraram primeiramente em uma funcionária da instituição.

“Eles ingressaram na escola, atiraram na coordenadora pedagógica, atiraram numa outra funcionária. Estava na hora do lanche, eles se dirigiram ao pátio, atiraram em mais quatro alunos do ensino médio. Nesse horário, só havia alunos do ensino médio, e [os autores do ataque] dirigiram-se ao centro de línguas. Os alunos do centro de línguas se fecharam na sala com a professora e eles [criminosos] se suicidaram no corredor”, disse o coronel Marcelo Salles, comandante-geral da PM.

Armas

A polícia encontrou, após o ataque, um arsenal de armas na escola. Foram encontrados um revólver 38, quatro jet luders, que são plástico para recarregamento de arma, uma besta (um tipo de arco e flecha que dispara na horizontal), um arco e flecha tradicional e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov e um machado que foi usado por Guilherme.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here