Ministério Público proíbe barracas no entorno do sangradouro do açude Caldeirão

0
748

O Ministério Público através da 3a Promotoria de Justiça representada pelo promotor de justiça Nivaldo Ribeiro, determina a retirada de todas as barracas fixas e móveis, na área do Sangradouro do Açude Caldeirão. De acordo com Dr. Nivalvo Ribeiro, essa proibição é em razão do início dos serviços de recuperação da parede. Dia 12/02, o DER (Departamento de Estradas e Rodagens) inicia a recuperação do asfalto e drenagem.  Já   o
DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas), também iniciará com os serviços de extrema necessidade e urgência.

De acordo com a notificação do Ministério Público, fica proibido qualquer instalação e funcionamento de barracas no período da sangria. Vale ressaltar,  que  não está  proibido  o banho, somente a instalação de barracas.

Ficou proibido também pelo Ministério Público, o tráfego de caminhões ou carros pesados pela parede do açude. De acordo com os técnicos do DER (Departamento de Estradas e Rodagens), o asfalto na PI-327 suporta veículos com carga de até 28 tonelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here