Confira atos realizados contra Jair Bolsonaro no Brasil e no Mundo (Fotos)

Atos acontecem em mais de 160 cidades e a maior delas é São Paulo

0
503
Atos a favor de Bolsonaro foram registrados em 12 cidades de 6 estados: Goiás, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, interior de São Paulo e Tocantins. No Rio de Janeiro, manifestantes a favor de Bolsonaro se uniram no calçadão da praia de Copacabana.
cxradio.com.br

O ato “Mulheres Contra Bolsonaro” aconteceu neste sábado (29) em mais de 160 cidades, sendo ao menos 80 deles no Brasil. Um dos maiores protestos ocorreu em São Paulo, com show de Maria Gadu, apresentação da Bateria do Baixo Augusta e outras artistas. Na cidade, também aconteceu atos a favor do candidato do PSL.

Pela manhã aconteceram manifestações contrárias a Bolsonaro em Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, interior de São Paulo e no Tocantins, em um total de 35 cidades. No Rio de Janeiro, um ato do início da tarde na escadaria da Câmara dos Vereadores, no centro do Rio. Mais de 80 blocos de carnaval se uniram no ato “mães e crias contra Bolsonaro”, que reúniu mães e filhas.

Ato no Largo da Batata, em São Paulo (Crédito: Miguel Schincariol/AFP )

Atos a favor de Bolsonaro foram registrados em 12 cidades de 6 estados: Goiás, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, interior de São Paulo e Tocantins. No Rio de Janeiro, manifestantes a favor de Bolsonaro se uniram no calçadão da praia de Copacabana.

Em São Paulo, mulheres estão reunidas no Largo da Batata, zona Oeste de São Paulo (Crédito: Amanda Perobelli/UOL)

SÃO PAULO

Ato contra Bolsonaro (Crédito: Amanda Perobelli/UOL)
Mulheres e crianças se reúnem contra campanha do candidato do PSL (Crédito: Amanda Perobelli/UOL)
Na capital paulista, ato se concentra no Largo da Batata (Crédito: Amanda Perobelli/UOL)
Mulheres e crianças se reúnem contra campanha do candidato do PSL (Crédito: Amanda Perobelli/UOL)

RIO DE JANEIRO

rotesto contra Bolsonaro começou no início da tarde deste sábado (29) no Centro do Rio (Crédito: José Lucena/Futura Press/Folhapress)
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro (Crédito: AFP)
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro (Crédito: AFP)
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro (Crédito: AFP)
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro (Crédito: AFP)
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro (Crédito: AFP )
Ato contra Bolsonario na Cinelândia, Centro do Rio de Janeiro (Crédito: Fábio Motta/Estadão Conteúdo )

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Ato reune centenas de mulheres em São José dos Campos, interior paulista, neste sábado (29), em repúdio ao candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro. Mais de 80 cidades no Brasil convocaram atos (Crédito: Lucas Lacaz Ruiz/Estadão conteúdo)

CAMPINAS

Manifestantes, em sua maioria mulheres, realizaram atos contrários à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República pelo Brasil neste sábado (29) na Praça do Derby, Recife (Crédito: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven)
Manifestantes, em sua maioria mulheres, realizaram atos contrários à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República pelo Brasil neste sábado (29) na Praça do Derby, Recife (Crédito: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven)

PIRIPIRI-PI

ATOS PELO MUNDO

No mundo, o “Mulheres no Exterior Contra Bolsonaro” aconteceu em 63 cidades espalhadas por 20 países, neste sábado (29) e vai acontecer também no domingo (30). Entre os locais confirmados, Cidade do Cabo (África do Sul), Berlim (Alemanha) e Buenos Aires (Argentina). No início da tarde já houve uma manifestação em Londres, no Reino Unido.

A menos de um mês das eleições presidenciais de 2018, grupos virtuais de mulheres se mobilizaram na rede contra e a favor às declarações de Jair Bolsonaro. Até pouco antes da manifestação, a página que chamava para o ato contra o candidato, no Largo da Batata, em São Paulo, tinha 83 mil pessoas confirmadas e 238 mil interessados. No Rio, o ato favorável ao político, marcado para acontecer em Copacabana, contava com 41 mil confirmados e 77 mil interessados.

“O que é importante enfatizar é que existe um grande movimento da sociedade que está sendo liderado pelas mulheres, mas que é um movimento da sociedade. São mulheres que tomaram consciência de seu papel de eleitoras e que de fato podem, quando se unem, fazer escolhas determinantes em eleições, como já aconteceu em 2016 com o candidato Pedro Paulo na prefeitura do Rio de Janeiro. Agora isso está acontecendo de novo em escala nacional. As mulheres liderando esse processo, mas boa parte da sociedade não concorda com as ideias que ele tem, e também está se manifestando”, diz a diretora e roteirista Antonia Pellegrino, uma das articuladoras do movimento no Rio.

Protesto de mulheres contra o candidato à presidência do Brasil pelo PSL, Jair Bolsonaro na Union Square, em Nova York, nos Estados Unidos, neste sábado (29) (Crédito: Marcelo Prates/Futura Press/Folhapress)
Manifestantes fazem ato da campanha #EleNão em Nova York, nos EUA (Crédito: Danielle Brant/Folhapress)
Mulher segura cartaz em ato convocado por francesas e brasileiras na Place de la République (Crédito: Zakaria ABDELKAFI/AFP)
Protesto de mulheres contra o candidato à presidência do Brasil pelo PSL, Jair Bolsonaro na Union Square, em Nova York, nos Estados Unidos, neste sábado (29) (Crédito: Marcelo Prates/Futura Press/Folhapress)

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here