De virada, Bélgica vence Japão e segue para quartas de final

Com o resultado, Bélgica enfretará o Brasil nesta sexta-feira

0
11
cxradio.com.br

O Brasil já tem adversário nas quartas de final da Copa do Mundo. A Bélgica quase foi surpreendida em Rostov nesta segunda-feira (2), mas venceu o Japão de virada por 3 a 2 e se classificou para a próxima fase do torneio.

O inesperado quase aconteceu. O Japão chegou a abrir dois gols de vantagem no segundo tempo e esteve muito perto de ir às quartas, contando também com certo desequilíbrio emocional dos belgas, mas as boas mudanças feitas por Roberto Martinez durante o jogo levaram a Bélgica a uma impressionante virada.

Apesar do resultado, os japoneses deram mais trabalho do que muita gente imaginava. Além da boa marcação, que limitou os astros De Bruyne, Hazard e Lukaku, o time asiático também mostrou velocidade nos contra-ataques e esteve perto de superar a favorita.

Não aconteceu. Portanto, o confronto entre a seleção brasileira e a belga acontece na sexta-feira (6), às 15h, em Kazan. A equipe de Tite avançou com vitória sobre o México por 2 a 0 em partida disputada mais cedo nesta segunda.

O melhor: Lukaku Com o porte físico e a vontade de um touro, ele tentou de todos os jeitos. O bom sistema defensivo do Japão até conseguiu afastar as tentativas de Lukaku, mas não foi capaz de impedir o atacante de ajudar os companheiros em busca da virada. Foi dele o bonito corta-luz para o gol de Chadli aos 48 do segundo tempo, que deu a virada e a classificação para a Bélgica.

Mas Lukaku não esteve sozinho. Já que o artilheiro estava bem marcado, sobrou para o zagueiro Vertonghen tocar de cabeça e marcar o primeiro dos europeus no duelo, quando o Japão ainda tinha dois gols de vantagem.

FICHA TÉCNICA

BÉLGICA 3 X 2 JAPÃO

Data e hora: 2 de julho de 2018, às 15h.

Local: Arena Rostov, em Rostov-On-Don (Rússia)

Árbitro: Malang Diedhiou (Senegal) Auxiliares: Djibril Camara e El Hadji Samba (ambos do Senegal)

Cartões amarelos: Shibasaki (Japão).

Gols: Vertonghen, aos 23 minutos do segundo tempo, Fellaini, aos 28, e Chadli, aos 48 (Bélgica); Haraguchi, aos dois do segundo tempo, e Inui, aos seis (Japão).

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, De Bruyne, Witsel e Carrasco (Chadli); Mertens (Fellaini), Lukaku e Hazard Técnico: Roberto Martinez.

JAPÃO: Kawashima; Sakai, Yoshida, Shoji e Nagamoto; Hasebe, Shibasaki (Yamaguchi), Haraguchi (Honda), Kagawa e Inui; Osako Técnico: Akira Nishino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here