Ministro Luiz Fux visita o Piauí e evita comentar sobre candidatura de Lula

Presidente do TSE proferiu palestra em Teresina nessa sexta-feira (3).

0
10
cxradio.com.br

O Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Desembargador Erivan Lopes, esteve reunido na tarde desta sexta-feira (03/08), com o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux.

No gabinete da Presidência, o Ministro Luis Fux falou para os Desembargadores, magistrados e advogados presentes sobre a importância da valorização das prerrogativas da magistratura e da advocacia como forma de tornar a Justiça mais forte.

Em entrevista à TV TJ Piauí, Fux ressaltou a relevância para o meio acadêmico e jurídico dos debates acerca da análise econômica das decisões judiciais.

“Estamos debatendo sobre uma nova corrente filosófica que é a análise econômica do Direito. Entendemos que o Direito tem que ser eficiente não só para resolver os conflitos, mas também resolver os conflitos em um prazo em que o cidadão não tenha que esperar muito para ter seu direito atendido. Hoje, a análise econômica do Direito busca exatamente isso, que a prestação jurisdicional seja rápida e que dê à parte aquilo que ela faz jus”, disse o Ministro Luiz Fux.

Ao término da reunião, os integrantes da Corte do TJ-PI, magistrados e advogados acompanharam o Minsitro Luiz Fux até o auditório do Tribuna, onde Fux palestrou no encerramento do III Congresso de Direito Previdenciário do Piauí, organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí (OAB-PI), com o apoio do Tribunal de Justiça.

Ao fazer uso da palavra no Congresso, o Presidente do TJ-PI, Erivan Lopes, agradeceu à visita do Ministro Fux e à organização do evento.

“Os advogados do Piauí, sobretudo, os que atuam na área previdenciária, cumprem uma função social, quando apresentam aos magistrados as demandas das pessoas mais carentes. Isso é muito importante”, pontuou.

Sobre Lula

Os jornalista que estiveram no evento tentaram ao máximo questionar o presidente do TSE sobre a inegebilidade da candidatura do presidenciável Lula, que atualmente está preso por condenção na Operação Lava-jato. O ministro Luiz Fux pediu compreensão e disse que não responderia às perguntas porque não estava com sua assessoria. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here