Nos pênaltis, São Paulo é eliminado pelo Colón da Sul-Americana

0
47

Não deu para o São Paulo no estádio Brigadier General Estanislao López, em Santa Fé, na Argentina. O time foi eliminado da segunda fase da Copa Sul-Americana nos pênaltis ao ser derrotado pelo Colón por 5 a 3.

E a noite quase foi heroica para o time tricolor. Durante o tempo normal, conseguiu devolver a derrota de 1 a 0 sofrida no Morumbi há duas semanas graças a um gol do volante Liziero, aos 26 minutos do segundo tempo.

Contudo, o autor do tento sentiu uma lesão muscular na perna esquerda. Como o técnico Diego Aguirre já tinha gasto todas as três substituições permitidas, o volante permaneceu em campo e jogou no sacrifício.

O 1 a 0 foi mantido com muita luta pelos jogadores do São Paulo. Nas cobranças de pênaltis, os argentinos conseguiram se salvar. Alan Ruíz, Estigarribia, Correa, Fritzler e Ortiz acertaram as cobranças pelo Colón. Nenê, Reinaldo e Hudson marcaram para o time do Morumbi. Já o zagueiro Bruno Alves teve o chute defendido por Burián.

O adversário dos argentinos nas oitavas será o Junior Barranquilla, da Colômbia. As datas e a ordem do mando das partidas das oitavas de final devem ser divulgadas pela Conmebol no início da próxima semana.

O São Paulo não teve nem tempo de lamentar. Isso porque a delegação não terá tempo de dormir. Deixará Santa Fé às 6h55 na sexta-feira rumo a Buenos Aires iniciando o trajeto de volta ao Brasil. A previsão é chegar após às 11h.

E na própria sexta-feira já sabe que terá de focar no Campeonato Brasileiro, torneio em que lidera com um ponto de vantagem para o Flamengo (38 a 37). No domingo, enfrentará a Chapecoense, no Morumbi.

Vale lembrar que o time que jogou em Santa Fé teve seis jogadores considerados reservas (Jean, Araruna, Bruno Alves, Liziero, Carneio e Lucas Fernandes) e cinco titulares (Anderson Martins, Reinaldo, Hudson, Nenê e Rojas) iniciando.

Jogo amarrado
O jogo foi muito amarrado na Argentina, com poucas chances de gols e muitas faltas.

Tanto que o primeiro lance de perigo ocorreu ao 19 minutos de jogo. Foi em uma falta cobrada por Nenê perto da entrada da área. Ele conseguiu passar a bola por cima da barreira e carimbar o travessão.

Depois, somente aos 13 da etapa final, houve nova emoção. Foi em uma finalização de Nenê –após toque de primeira de Éverton– da entrada da área. Burián conseguiu fazer a defesa.

A partida melhorou. Dez minutos depois, Éverton foi lançado no ataque e conseguiu encobrir o goleiro do Colón. A bola estava entrando no gol quando Godoy conseguiu afastar em cima da linha.

Aos 26, finalmente o gol são-paulino. Após cobrança de escanteio de Nenê, a defesa do Colón afastou a bola de cabeça, mas não contava que Liziero pegaria o rebote. Ele “encheu o pé” e acertou a rede com uma bomba.

É bom destacar que o Colón até apareceu no ataque, mas raramente conseguiu finalizar ao gol. Quando o fez, o goleiro Jean demonstrou segurança e o São Paulo não levou sustos.

FICHA TÉCNICA:
COLÓN 0 (5) X (3) 1 SÃO PAULO
COPA SUL-AMERICANA 2018 – SEGUNDA FASE

DATA: quinta-feira, 16 de agosto de 2018
HORÁRIO: 21h45 (de Brasília)
LOCAL: Brigadier General Estanislao López, Santa Fé (ARG)
ÁRBITRO: Mario Díaz de Vivar (PAR)
ASSISTENTES: Eduardo Cardozo (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)
GOL: Liziero (SPO), aos 26 minutos do 2º tempo
CARTÃO AMARELO: Clemente Rodriguez (no banco), Correa, Olivera e Ortiz (COL); Anderson Martins e Araruna (SPO)

COLÓN: Burián; Toledo, Godoy, Olivera e Ortiz; Fritzler, Escobar, Estigarribia e Heredia (Bastía); Ruíz e Correa. Técnico: Eduardo Domínguez

SÃO PAULO: Jean; Araruna (Bruno Peres), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson, Liziero e Nenê; Rojas, Gonzalo Carneiro (Tréllez) e Lucas Fernandes (Éverton). Técnico: Diego Aguirre

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here