Palmeiras vence Bahia com gol de Dudu, vai à semi da Copa do Brasil e já embolsa quase R$ 12 milhões

0
cxradio.com.br

O Palmeiras venceu o Bahia por 1 a 0, com gol de cabeça do atacante Dudu, na noite desta quinta-feira, no Pacaembu, e se garantiu na semifinal da Copa do Brasil – o duelo de ida, em Salvador, havia acabado 0 a 0.

O gol foi o primeiro do atleta depois da polêmica da quase ida para a China na última janela de transferências.

Para o técnico Luiz Felipe Scolari, essa é a oitava vez que ele chega a uma semi da competição na carreira.

Com o resultado, o time alviverde já arrecada quase R$ 12 milhões, contando as quantias acumuladas das oitavas (R$ 2,4 milhões), quartas (R$ 3 milhões) e também a semifinal (R$ 6,5 milhões) da Copa do Brasil.

O próximo adversário na competição será o Cruzeiro, que eliminou o Santos na última quarta-feira com uma vitória por 3 a 0 nos pênaltis, após derrota por 2 a 1 no tempo regulamentar, no Mineirão.

O JOGO
Empurrado pela torcida, o Palmeiras teve uma grande chance logo aos 4 minutos: Mayke cabeceou para a área, Edu Dracena brigou e a bola sobrou para Borja, que tentou tirar de Anderson de perna esquerda na diagonal, mas mandou para fora.

Mas o Bahia respondeu de maneira fortíssima aos 14, em grande jogada pela esquerda. O lateral Léo cruzou e Edigar Junio desviou na trave. No rebote, Gilberto teve a chance de marcar, mas chutou em cima do próprio Edigar.

Com o gramado molhado, os dois times escorregavam muito e as jogadas não consguiam ter sequência. Além disso, o árbtitro Marcelo de Lima Henrique ia travando o jogo com faltas.

Aos 25, nova oportunidade boa para o Bahia. Depois de uma cobrança de lateral, a bola sobrou para Zé Rafael, que arriscou de perna esquerda de fora da área, assustando Weverton.

No contra-ataque, quase o gol do Palmeiras: Willian recebeu ótima enfiada, invadiu a área e deu um lindo corte no zagueiro. No entanto, seu chute saiu fraco, em cima do goleiro Anderson, que conseguiu fazer a defesa.

Em um lance muito parecido aos 35, o Palmeiras cobrou falta de maneira rápida e Moisés saiu cara a cara com o arqueiro do Bahia. Anderson fechou bem o ângulo e conseguiu evitar o gol do camisa 10.

E o jogo era lá e cá: aos 40, Gilberto fez o pivô em cima de Edu Dracena e disparou forte, mas no meio do gol. Weverton agarrou sem grandes problemas.

A ação continuou no lance seguinte, do outro lado do campo. Borja invadiu a área, protegeu do zagueiro e bateu rasteiro. A bola desviou e resvalou na trave antes de sair para escanteio, levantando a torcida alviverde.

E no último grande lance da etapa inicial, o time alviverde cobrou falta na área, a zaga baiana desviou e tirou de Borja, mandando para escanteio. Na cobrança, a sobra ficou com Bruno Henrique, que mandou de longe para defesa de Anderson.

Na segunda etapa, o time de Luiz Felipe Scolari voltou com tudo e quase marcou no primeiro ataque. Edu Dracena deu um balão pra frente e Borja acabou saindo cara a cara com Anderson. O colombiano tocou por cobertura, mas Lucas Fonseca conseguiu chegar e mandar para escanteio antes que ela cruzasse a linha.

O time da casa seguiu em cima e voltou a ficar muito perto de anotar aos 6, quando Willian pegou sobra de escanteio no bico da área e disparou forte, tirando tinta da trave tricolor.

No entanto, o Palmeiras não conseguiu manter o ritmo depois que o Bahia acertou sua marcação. Os alviverdes tocavam a bola de lado e tentavam chegar nos chutões de Antônio Carlos, mas não davam sequência aos lances.

Só aos 24 o Palmeiras deu uma animada na torcida, depois que Bruno Henrique virou o jogo para Dudu e o camisa 7 cruzou rasteiro para Borja. O gringo quase conseguiu mandar para dentro, mas Anderson fez o corte providencial e salvou.

E quando a torcida palestrina começava a dar sinais de impaciência, saiu o gol do Verdão: aos 29 minutos, Mayke fez a tabela e deu um ótimo cruzamento da direita na cabeça de Dudu, que finalizou com perfeição para o fundo da rede.

Depois disso, Felipão trancou o time, colocando o volante Thiago Santos nos minutos finais e garantiu a vitória por 1 a 0 e a consequente classificação.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 BAHIA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP
Dia: 16 de agosto de 2018, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Público: 28.057 torcedores
Renda: R$ 998.055,55
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Bruno Raphael Pires
VAR: Bráulio da Silva Machado
Cartões amarelos: Felipe Melo (PAL); Bruno (BAH)
GOL: PALMEIRAS: Dudu, aos 29 do segundo tempo.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Willian (Hyoran), Dudu e Miguel Borja (Thiago Santos). Técnico: Luiz Felipe Scolari

BAHIA: Anderson; Bruno (Nino Paraíba), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Vinicius (Élber) e Zé Rafael; Edigar Junio (Régis) e Gilberto. Técnico: Enderson Moreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here