Polícia prende quatro suspeito de assalto a banco e apreende explosivos

0
373
cxradio.com.br

Mais um suspeito de assaltos a instituições financeiras foi preso na tarde desse domingo (29) na região do povoado Tranqueira, zona rural de Buriti dos Montes. Com ele foram apreendidos nove espoletopins (material utilizado para explosão de carro-forte e caixas eletrônicos), dois coletes balísticos, um fuzil e oito munições.

Desde terça-feira (26), as polícias militar e civil do Piauí montaram barreiras na tentativa de prender três suspeitos de assaltos a bancos, que capotaram um carro e se esconderam em matagal na zona rural de Buriti dos Montes. Outras duas pessoas foram presas na mesma semana, com arsenal de armas de grande porte e munições.

“Este novo suspeito preso estava no matagal. Ele percebeu que a polícia estava fechando o cerco e decidiu se entregar. Um delegado do Ceará se identificou como irmão dele e negociou a sua entrega, além do material apreendido. Mais dois homens estão no matagal e os policiais continuam em diligência na região”, informou o coronel Márcio Oliveira, comandante geral de operações.

Ainda no domingo, um carro foi apreendido na divisa do Piauí e Ceará, com uma grande quantidade de bananas de dinamite, espoletas e cordel detonante. Conforme o coronel, uma guarnição da Polícia Rodoviária Estadual do Ceará interceptaram um veículo modelo Gol nas proximidades do posto fiscal, quando os dois passageiros abandonaram o automóvel e entraram no matagal.

“De imediato os policiais pediram apoio da Companhia de Fronteiras, do Piauí, e dos policiais da área. Após buscas na região, nenhum suspeito foi preso. O material foi apreendido e encaminhado para a Distrito Policial de Juazeiro. Não descartamos que os dois casos tenham ligação”, contou o comandante Márcio Oliveira.

Investigação

Para o delegado Willame Moraes, coordenador do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Greco), os suspeitos presos em Campo Maior e Buriti dos Lopes são integrantes de uma quadrilha de assaltos a bancos e agências financeiras conhecida como “Novo Cangaço”. Eles foram presos depois de alugarem um galpão e uma casa no Norte do Piauí, com o susposto objetivo de cometer crimes no estado.

“A meta do grupo era que cada um saísse do Piauí com R$ 1 milhão. Os suspeitos revelaram que o chefe da quadrilha enviou eles ao estado com o arsenal e o valor adquirido nos assaltos a instituições financeiras seria dividido. Temos a confirmação dos alvos deles, mas não podemos divulgar”, declarou o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here