Populares matam e ateiam fogo em acusado de estupro no Amazonas

A mobilização foi organizada pelas redes sociais e dezenas de populares se reuniram em frente ao quartel da PM e invadiram o local.

0

Um grupo de populares invadiram um quartel da Polícia Militar e mataram na noite deste domingo (08), um jovem de 18 anos suspeito de estuprar e assassinar uma adolescente de 14 anos no início deste mês. Após o crime, os moradores do município de Borba (AM) atearam fogo no corpo em frente à unidade Militar.

A mobilização foi organizada pelas redes sociais. Dezenas de populares se reuniram em frente ao quartel da PM e invadiram o local. Durante a ação, seis policiais militares ficaram machucados com lesões leves e receberam tratamento médico.

Segundo a polícia, reforços de policiais militares da cidade vizinha Nova Olinda foram acionados, mas não chegaram a tempo de impedirem o crime.

Entenda o caso

A adolescente Patriciane Barros dos Santos, de 14 anos, foi encontrada morta com 16 perfurações de faca na madrugada do dia 4 julho, no quintal de uma casa do município de Borba. O suspeito do crime era namorado da vítima, que a estruprou antes de cometer o assassinato. A motivação ainda estava sendo investigada pela Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here