“Todos querem a cadeira em que estou”, diz Wellington Dias

Ele afirmou que nunca negou que a sua gestão possui alguns problemas, mas destacou que está trabalhando para resolver essas questões.

0
cxradio.com.br

O governador Wellington Dias (PT) disse considerar normal ter sido alvo de críticas da oposição no debate Fogo Cruzado, da TV Antena 10 que foi realizado neste sábado (1). Ele afirmou que nunca negou que a sua gestão possui alguns problemas, mas destacou que está trabalhando para resolver essas questões.

Para Wellington, as críticas não são um problema. “Isso é normal. Eu sou o governador. Todos querem a cadeira em que estou hoje, então é normalíssimo, o objetivo é respeitar cada um. Agora é claro que sempre que atingem a minha pessoa ou o mandato que represento, busco o direto de resposta. Meu objetivo é mostrar que é possível entre 2019 e 2022 completar o ciclo que eu mesmo anunciei em 2002, que é tirar o patinho feio, o lugar mais atrasado que era o Piauí”, afirmou.

Ele explicou que tem trabalho para o crescimento do Piauí. “É fácil essa tarefa? Não. Tem problemas [no governo]? Tem. Nunca neguei os problemas que temos. Quem administra tem que tomar uma decisão e eu busco tomar aquela que é melhor para a população”, se defendeu.

O governador afirmou que o debate foi uma oportunidade de apresentar as suas propostas e destacou que tem feito uma campanha de alto nível, mesmo diante das críticas que tem recebido da oposição.

“O debate, eu creio que é uma oportunidade do eleitor conhecer mais o pensamento e as propostas de quem são os candidatos e candidatas e é isso que nos trouxe aqui, trabalhar como eu sempre digo, com elevado nível, respeitando cada candidato, respeitando a população e tratando do que é a essência da política. Eu acredito sim no desenvolvimento no Piauí, pois lá atrás o que era um sonho é realidade e basta olhar o que aconteceu de 2003 para cá, especialmente. Então eu estou muito animado com a perspectiva de voltar a governar o Piauí com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva como presidente do Brasil”, disse o candidato.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here